Manejar cetoacidose é igual a pular de paraquedas

“Cetoacidose diabética é igual pular de paraquedas.”

A analogia acontece porque quando você pula de paraquedas existem algumas coisas fundamentais que se você não fizer o seu potencial de óbito é de 100%. Porem se você realizar correto as poucas coisas que precisa ser feita você terá um pouso suave e feliz.

Então vamos as poucas coisas que você precisa saber fazer:

  • Primeiro entender que é um problema ocasionada pela falta de insulina. Ou seja, se você parar de dar insulina, você para de resolver seu problema. Portanto, se for necessário de glicose, para poder continuar dando insulina ate que seu paciente de fato tenha revertido o problema.

  • Segundo, você precisa ter uma mínima segurança, que é o potássio . Se você fizer insulina o potássio tem alto potencial de queda e seu paciente pode morrer por isso. Portanto, você pode manejar cetoacidose em qualquer lugar com quase nenhum recurso, mas tem um que é fundamental: O POTÁSSIO.

  • Terceiro, Tome muito cuidado com status volêmico desse paciente. Não é pra sair enchendo ele de soro, mas existe uma altíssima incidência de hipovolemia nesse contexto e ela pode ser ameaçadora da vida.

Vou deixar um dos trabalhos mais práticos e mais gostosos que já li sobre o assunto, te recomendo a leitura.

Management of diabetic ketoacidosis.pdf (756,7,KB)

Mas também te recomendo que você assine MDplus e assista as aulas de cetoacidose, de estado hiperosmolar e as mais de 50 aulas extremamente praticas que temos liberadas lá. Você já conhece nosso padrão de qualidade, tenho certeza que vai fazer diferença no seu dia a dia.

1 curtida